Blogs

Quantos filhos Fernandópolis precisa perder por Covid para prefeito e vereadores tomarem uma providência em relação à UPA?



O RSP está falando sobre desde a semana passada. A UPA não está resolvendo os problemas em relação aos leitos de Covid-19, e ainda está prejudicando os outros atendimentos.

Na UPA falta medicamentos, e para suprir essa falta por inúmeras vezes ela recorre a já combalida Santa Casa.

Nestes dias os pacientes internados na unidade estavam sem alimentação. A situação só foi ligeiramente contornada com a ajuda de empresários e – de novo -, da Santa Casa, após o vereador Cabo Santos denunciar a situação.

No final de semana os atendimentos de urgência e emergência lotaram ainda mais a uniadde que deveria estar destinada exclusivamente ao coronavírus.

Quando o governador falou que montaria um hospital de campanha em Fernandópolis o vereador Murilo Jacob disse que aquilo seria um “matadouro de campanha” e parte da sociedade civil e da classe política ficou do seu lado.

Falaram que o problema era a OS de Andradina, mas não seria ela quem administraria o hospital de campanha.

Agora a UPA, que funciona como “hospital de campanha”, está com taxa de óbitos altíssima. Desde o dia 10 de março 19 fernandopolenses morreram vítimas de coronavírus na unidade e outros 21 na Santa Casa.

Ao mesmo tempo, a Santa Casa recebe cerca de 25 pacientes intubados por dia, enquanto a UPA só cinco.

A quantidade de mortes na UPA é desproporcional, mas ninguém da sociedade civil e praticamente ninguém da classe política reage ao quadro.

A maioria dos vereadores é da base aliada do prefeito André Pessuto, então não dá para esperar posicionamento crítico vindo deles.

Fácil criticar Doria, Bolsonaro, Deus e o mundo, mas não cobrar e criticar aqueles que são responsáveis diretos pela UPA, como o prefeito André Pessuto e o secretário de Saúde Ivan Veronesi.

Se o hospital de campanha no Lucy Montoro seria um “matadouro”, isso não deveria valer para o outro hospital de campanha?

Enquanto tudo é discurso e falta de gestão, fernandopolenses continuam morrendo e sofrendo pela praga do coronavírus.

E os funcionários da Upa se viram como podem.


30 Segundos

Notas rápidas sobre os acontecimentos mais relevantes da política local e nacional.

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.