Blogs

'Figurões' colocam panos quentes e CPI do fura-fila vira lenda em Votuporanga



A CPI do Fura-Fila da vacinação de Covid-19 não saiu do papel em Votuporanga. Apesar das denúncias de favorecimento na ordem da imunização, as lideranças locais trabalharam para abafar a apuração.

Um exemplo ruim de como a tal “união de lideranças” que existe em Votuporanga também pode trabalhar contra os interesses da população.

O vereador Cabo Renato Abdala (Patriota), que tentou conseguir as assinaturas para a abertura da CPI, falou sobre a possível influência do deputado estadual e presidente da ALESP, Carlão Pignatari, no processo.

“Por conhecer como funciona… esse tipo de pressão por parte políticos sobre a Polícia de um modo geral, seja ela de comando da Polícia Militar ou delegados da Polícia Civil, eu suspeito que haja alguma pressão por parte de deputados. Pode ser o deputado Carlão (Pignatari) ou até mesmo o próprio prefeito sobre o delegado que está apurando”, afirmou.

Segundo o site Radio AquiNews, fontes da própria Polícia Civil afirmam que o deputado Pignatari teria sido visto na delegacia.

Para A Cidade de Votuporanga, Abdala falou sobre o fim da CPI. “Fizeram uma reunião na semana passada sem a minha presença e na segunda fizeram outra colocando panos quentes dizendo que não iria mais precisar. Apresentaram isso em um slide como medidas adotadas: correção dos nomes no site, correção das datas de nascimento, correção dos grupos prioritários e consequente duplicidade. Já era. A CPI é lenda”, disse o vereador.


30 Segundos

Notas rápidas sobre os acontecimentos mais relevantes da política local e nacional.

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.