Blogs

Atendendo Covid e emergências, UPA Fernandópolis tem final de semana de caos



Não bastasse a situação sufocante que a Covid-19 impõe para a UPA Fernandópolis, neste final de semana todos os atendimentos de urgência no município também foram realizados na unidade.

Mesmo com o anúncio de dedicação exclusiva para a Covid na Upa, feito em meados de março pelo prefeito André Pessuto (DEM), nenhuma outra unidade de saúde estava aberta para receber os atendimentos de urgência.

A situação foi denunciada pelo vereador Cabo Santos (SD) na quinta-feira, 1º, e se deteriorou ao longo do final de semana.

Em tese, a UBS do Pôr do Sol foi designada para este fim.

Resultado: o caos.

Acidentados, alcoolizados, pessoas com dengue e outras questões médicas amontoadas, com poucos recursos – incluindo a falta de máscara.

A cada dia que passa está mais do que provado o erro que foi a transformação da UPA em “hospital de campanha”.

No sábado foram três fernandopolenses que morreram de Covid-19 na unidade.

E quantos mais podem ter sido contaminados e terão que voltar para a UPA e lotar ainda mais a área do coronavírus, que tinha pacientes internados embaixo de tendas neste final de semana?

No meio disso tudo, os profissionais de saúde da unidade se desdobram para fazer o possível.


30 Segundos

Notas rápidas sobre os acontecimentos mais relevantes da política local e nacional.

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.