Saúde

Santa Casa Fernandópolis arrecada R$ 154 mil em campanha



Batizada de "Doe pela vida!", a campanha de doações promovida pela Santa Casa Fernandópolis e realizada ao longo do mês de março de 2021 arrecadou R$ 154.576,37 que foram destinados diretamente à instituição por meio de uma vaquinha virtual e de doações na conta corrente aberta exclusivamente para a ação. Aproximadamente 500 doações foram recebidas.

"Em nome de toda a Santa Casa, nossos pacientes e colaboradores, agradecemos a confiança e o apoio recebido. Esses recursos serão empregados em áreas essenciais para melhor atender aos pacientes acometidos pela Covid-19, proporcionando maior conforto e evitar a necessidade de intubação com a utilização dos elmos respiradores", destacou o administrador judicial, Marcus Chaer.

A arrecadação de fundos, lançada em 19 de março, tinha o objetivo inicial de arrecadar R$ 50 mil reais para a compra de capacetes que podem, em alguns casos, evitar a intubação de pacientes de Covid-19, melhorando o tratamento e o conforto dos mesmos, além de comprar outros materiais e insumos necessários para o atendimento a estes pacientes.

Apenas pela plataforma "Vakinha Virtual", foram arrecadados R$ 72.172,00. Outros R$ 69.824,37 foram doados por meio de transferências e depósitos para a conta bancária destinada exclusivamente para a campanha. Houve ainda a doação de mais R$ 12.580,00 por meio da Central de Doações da Santa Casa, localizada junto à portaria do Hospital.

PRESTAÇÃO DE CONTAS
"É importante ressaltar que essa campanha pela vida é totalmente transparente, o que não poderia ser diferente já que temos esse compromisso com a sociedade e também pela intervenção judicial que estamos. Nós criamos formas de doação que possibilitem identificar cada doação recebida e tudo será publicado em nossa página da Transparência", ressalta Chaer.

A campanha "Doe pela vida!", realizada diretamente pela Santa Casa Fernandópolis, recebeu as doações por canais exclusivos, com a finalidade de facilitar a identificação de todas as entradas e doações, bem como as saídas de recursos para a aquisição de materiais. O controle e a prestação de contas serão expostos, na Página da Transparência (www.santacasafernandopolis.com.br/transparencia).

ELMOS RESPIRADORES
O equipamento de respiração não-invasiva tipo elmo foi desenvolvido para tratar pacientes com insuficiência respiratória devido à Covid-19. O capacete, de uso único, é fixado no pescoço com uma base que veda a passagem de ar envolvendo toda a cabeça. Com a aplicação de gases medicinais com oxigênio (O2), o intuito é melhorar a oxigenação dos pulmões. Testes realizados detectaram que o equipamento pode diminuir a necessidade de internação em leitos de UTI, além de dar mais segurança para os profissionais que atuam diretamente na linha de frente. 

NOVA CAMPANHA
Atingindo o objetivo nesta primeira edição da campanha "Doe pela vida!", uma nova campanha de doação deverá ser lançada pela Santa Casa Fernandópolis nos próximos dias, com a finalidade de arrecadar recursos para investimento em materiais específicos e de alto uso no combate à Covid-19. Esse apoio se faz necessário para amortizar os custos com a manutenção, sobretudo dos leitos de UTI, já que possuem custo de tratamento mais elevado. Atualmente o governo mantém o custeio de R$ 1.600,00 por dia a cada leito de terapia intensiva. Entretanto, o aumento dos valores dos insumos tem feito o custo real extrapolar o montante pago, chegando à média de R$ 2.234,00, conforme apurou estudo realizado pela Planisa (empresa líder em soluções de gestão de saúde) em sete hospitais brasileiros de referência para atendimento à Covid-19.

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.


Mais sobre Saúde