CoronaVírus

Pastora é levada para delegacia após ser flagrada fazendo culto com mais de 100 pessoas



Uma pastora de 44 anos foi levada para a delegacia após ser flagrada descumprindo um decreto da Prefeitura de Rio Preto que proíbe eventos na cidade com mais de 100 pessoas por conta do avanço dos casos de coronavírus no Brasil. O caso aconteceu na noite desta sexta-feira, dia 20, em uma igreja evangélica do bairro Vila Nossa Senhora Aparecida, em Rio Preto.

Segundo informações do boletim de ocorrência, uma fiscal da vigilância sanitária de Rio Preto acionou à polícia devido a um culto na cidade com mais de 100 pessoas. Quando os policiais chegaram ao local, identificaram a pastora. Ela foi orientada que estava desrespeitando um decreto municipal de combate ao coronavírus e foi levada para o plantão policial de Rio Preto.

O caso foi registrado como infração de medida sanitária preventiva. Ainda segundo o boletim de ocorrência, a pastora foi liberada e o culto continuou após a saída de alguns fiéis como medida para adequar a quantidade de público permitida pela igreja.

Atualmente, quem descumprir o decreto em Rio Preto pode ser multado em aproximadamente R$ 6 mil. Não foi informado se a pastora foi ou não autuada após descumprir a medida na noite desta sexta-feira, dia 20, em Rio Preto.

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.


Mais sobre CoronaVírus