Direito

Médico é condenado a 21 anos de prisão por forjar morte e retirar órgãos de criança



 

O médico Álvaro Ianhez foi condenado a 21 anos e oito meses de prisão, em regime fechado, pela morte e retirada ilegal dos órgãos do menino Paulo Veronesi Pavesi, de 10 anos, em 2000, na cidade de Poços de Caldas (MG). A decisão judicial foi nesta terça-feira (19). O condenado não poderá recorrer em liberdade.

Segundo a denúncia do Ministério Público, Álvaro e outros três médicos são acusados de adotar procedimentos ilegais para forjar a morte cerebral de Paulo Pavesi e, em seguida, retirar e transplantar os órgãos do menino.

O júri de Ianhez começou nessa segunda-feira (18) pela manhã e o julgamento foi interrompido no início da noite. Seis pessoas prestaram depoimento, incluindo o pai da criança, além do próprio réu. Todos os depoimentos foram feitos por vídeoconferência. O médico estava em São Paulo (SP) e o pai da vítima foi ouvido de Milão, na Itália. As outras testemunhas estavam em Poços de Caldas, Campinas (SP), Porto Alegre (RS) e Cruzília (MG). 

Caso Pavesi 

O caso teve início em 19 de abril de 2000, quando Paulo Veronesi Pavesi, de 10 anos, caiu de uma altura de 10 m no prédio onde morava, em Poços de Caldas. O menino foi levado para o Hospital Pedro Sanches e, dois dias depois, transferido para a Santa Casa da cidade, onde os médicos teriam constatado a morte cerebral e os órgãos da criança foram retirados e transplantados.

De acordo com a Justiça, os profissionais adotaram procedimentos incorretos na declaração de morte e remoção dos órgãos de Paulo Veronesi. A suspeita é que o menino estava clinicamente vivo quando seus órgãos foram retirados. O caso levou a uma investigação sobre irregularidades no esquema de transplante de órgãos em Poços de Caldas.

A conclusão do inquérito da Polícia Federal apontou que o exame para constatar a morte cerebral de Paulo Veronesi foi feito de forma irregular.


RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.

Mais sobre Direito