Direito

Homem acusado de matar casal a tiros dentro de casa é condenado a 42 anos de prisão



Foi condenado a 42 anos de prisão o homem acusado de matar a tiros um casal no bairro Jussara, em Araçatuba (SP), em 2014.

O julgamento começou na manhã de quarta-feira (24) e terminou na madrugada desta quinta-feira (25) com a condenação do atirador Laire Antônio Neves Feltrin a 42 anos e 6 meses de prisão em regime fechado por homicídio duplamente qualificado por motivo torpe, sem chance das vítimas se defenderem.

A promotoria afirmou que está satisfeita com a decisão e não vai recorrer. O advogado de defesa de Laire afirmou que pretende recorrer para tentar diminuir a pena do réu.

Entenda o caso
Clarice Miranda, de 55 anos, e Egídio Ribeiro, de 56, foram assassinados dentro da casa onde moravam, em outubro de 2014. O crime chocou moradores, principalmente porque as vítimas não tiveram tempo de reagir.

Segundo a Polícia Civil de Araçatuba, o alvo dos criminosos era o filho do casal, que é ex-genro do mandante do crime.

Ele teria visto os homens chegando e se escondeu dentro da casa. Porém, os pais não conseguiram se defender e foram mortos a tiros.

Além de Laire, o mandante do crime, Carlos Alberto Sales, e um dos assassinos, Emerson Ferreira Brito, foram julgados e condenados a mais de 30 anos de prisão, em 2017.


RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.

Mais sobre Direito