Saúde

Helicóptero Águia leva paciente da região para transplante de órgão em São Paulo



Um helicóptero Águia da Polícia Militar realizou, na tarde desta quarta-feira, 06, o resgate de um paciente de Cardoso que estava a caminho para fazer transplante de órgãos em São Paulo, mas não chegaria a tempo. O paciente Diego Carlos Domingues Pereira, de 31 anos, estava a caminho da capital para passar por transplante de rim e pâncreas, no Hospital Leforte, em São Paulo. Com a ação do helicóptero, o paciente conseguiu chegar a tempo ao hospital para o procedimento cirúrgico.

O paciente estava sendo levado por uma ambulância pela rodovia Washington Luís, nas proximidades da cidade de Rio Claro,quando foi constatado que não o veículo não chegaria a tempo do procedimento se continuasse a viagem por via terreste, em razão do trânsito pesado. De carro, a ambulância levaria ainda cerca de 2 horas e meia para completar o trajeto, sem contar os atrasos pelo trânsito.

Isso porque após os órgãos serem retirados do doador, eles possuem um tempo limitado de permanência fora do corpo. De acordo com a Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais, o rim pode ser mantido fora do corpo no período de até 48 horas. Já o Pâncreas, por no máximo 24 horas.

Foi então que a Secretaria da Saúde do Município de Cardoso, solicitou apoio para transporte do paciente, com destino ao Hospital Leforte.

A equipe do Helicóptero Águia 9 da Polícia Militar de São Paulo foi a que recebeu o chamado. Saindo da capital, o Águia foi ao encontro do paciente, que foi resgatado e levado ao hospital em tempo dos transplantes.

Segundo informações da Polícia, o resgate proporcionou ainda melhor tempo de resposta, encurtando de 3 a 4 horas o atendimento do paciente. O estado do paciente ainda não foi informado.


RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.

Mais sobre Saúde