Geral

Com quase o dobro de mortes em relação a média mensal, abril foi o mês mais fatal da história recente de Fernandópolis



O mês de abril foi o mais fatal da história recente de Fernandópolis. Segundo dados do Portal da Transparência do Registro Civil, foram registrados 108 óbitos no período.

Desde 2015, ano em que há registros disponíveis no site, até 2019, ano anterior à pandemia da Covid-19, Fernandópolis teve em média 56 óbitos por mês. Isso significa que em abril de 2021 houve 92% a mais de mortes do que o normal.

A grande vilã, obviamente, foi a Covid-19, com 49 óbitos registrados.

O mês de março também ficou acima da média de mortes, com 90 óbitos. Ele só é superado por abril de 2021 e outubro de 2020, quando foram registrados 97 falecimentos.

Curiosamente, outubro de 2020 havia sido o mês com mais mortes por Covid-19 antes da segunda onda, com 17.

Abril pode ser, sem a busca por registros mais antigos, mas se baseando nos números recentes, o mês mais fatal da história de Fernandópolis em números absolutos.

Entre os dias 10 de março e 21 de abril, quando ainda havia internações por Covid-19 na UPA, Fernandópolis teve 82 mortes. 47,5% ocorreram na unidade que recebia bem menos pacientes intubados que a Santa Casa.

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.


Mais sobre Geral