Polícia

Casal investigado por abuso de criança é preso em Valentim Gentil



Um casal morador de Valentim Gentil foi preso na última segunda-feira, 26, por descumprir uma medida protetiva em decorrência de uma investigação de estupro de vulnerável pela Polícia Civil.

De acordo com o boletim de ocorrência, o homem, de 39 anos, está sendo investigado como suspeito de abusar do filho de 7 anos. Por isso, havia sido determinado que ele mantivesse distância da criança, o que a polícia constatou que não estava acontecendo.

Segundo o registro policial, a mulher, 36 anos, estaria permitindo que o marido frequentasse a residência no período noturno. Foi ela quem o denunciou pela prática, em fevereiro do ano passado, quando a polícia, então, deu início à investigação.

Nos últimos dias, a Polícia Civil apurou também que ela estaria acobertando o abuso do marido e com isso, passou a monitorar a casa da mulher, flagrando, na manhã da segunda, o suspeito deixando o local com uma bicicleta. Questionado, ele teria confessado aos investigadores que realmente estava dormindo no local, mesmo sabendo da medida. 

Diante disso, os dois foram levados para a Delegacia junto à criança, que foi atendida por assistentes sociais. De acordo com o registro, as profissionais apuraram a participação da mãe no caso e relataram que o garoto contou que sempre sentia "dor" após a ação do pai.

O delegado responsável pelo caso, Rafael Latorre Costa, determinou a prisão em flagrante do casal, convertendo-a em prisão preventiva. Na denúncia original, no ano passado, a mulher contou à polícia que flagrou, após chegar da igreja, o filho sem roupa, enquanto o marido corria para o quarto.

Na ocasião, ela disse que seu outro filho contou que o pai havia "abusado do irmão por trás", constatando em seguida ferimentos em partes íntimas do filho, que tinha 6 anos. Ela também pediu a medida protetiva a polícia e afirmou que tinha medo de perguntar ao marido sobre, uma vez que ele seria muito agressivo e sempre ameaçava matá-la.

 

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.


Mais sobre Polícia