Saúde

CADIP realiza trabalho de busca e capacitação para o tratamento da hanseníase



O Ministério da Saúde desenvolve um projeto de busca ativa que serve como guia para colocar em prática a disponibilidade do teste rápido de hanseníase no Brasil. Para desenvolver esse trabalho foram selecionados 24 municípios em todo país, sendo dois no estado de são Paulo, um deles em Fernandópolis.

 No primeiro momento do trabalho, a equipe do CADIP selecionou as áreas com maior diagnóstico da doença no município, realizando nessas regiões uma capacitação com os agentes comunitários, equipe de enfermagem e técnica dessas unidades de Saúde.

Após essa capacitação foram convocados os contatos domiciliares de hanseníasejá tratados nessas áreas e aplicados questionários que ajudam no diagnóstico da doença em demais pacientes. Por meio da avaliação do questionário, algunspacientes foram selecionados para fazer uma avaliação clínica. As unidades inicialmente selecionadas foram do Jardim Planalto, Brasilândia e Santa Bárbara. A previsão é que em breve as demais unidades de Saúde de Família também recebam essa mesma capacitação e treinamento.

“A equipe do CADIP realiza um trabalho contínuo em combate a hanseníase, sempre tentando avaliar os contatos da melhor forma possível, sendo composta por uma equipe multidisciplinar de médico, enfermeiros, técnico de enfermagem, farmacêutico e fisioterapeuta,todos trabalhando juntos nessa busca contínua. Nossa região apresenta hoje uma detecção de casos novos das mais altas do estado de São Paulo em índices de prevalência. Isso não se deve somente por fazermos divisa com estados que apresentam grande número de caos de hanseníase, mas também por esse importante trabalho de busca contínua que nossa equipe de vigilância epidemiológicadesenvolve”, explicou o médico infectologista, Dr. Márcio Gaggini.

PARCERIA

Para a realização do trabalho de busca e capacitação no tratamento da hanseníase em Fernandópolis, a Secretaria Municipal de Saúde conta com uma parceria recémfirmada com o laboratório do Instituto Lauro de Souza Lima, da cidade de Bauru.

Durante toda essa semana, três profissionais do laboratório estiveram em Fernandópolis ajudando nas atividades práticas, realização de exames, treinamentos e instruções teóricas.

DADOS

No ano de 2021 foram constatados 26 novos casos de hanseníase em Fernandópolis. Atualmente 47 pessoas estão em uso de medicação no município.


RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.

Mais sobre Saúde